O que é Robotic Process Automation (RPA)?

Robotic Process Automation, ou seu acrônimo RPA, é a tecnologia que possibilita a criação um software de computador ou um "robô" capaz de emular as ações de um ser humano interagindo com sistemas computacionais para executar processos de negócios. Os robôs RPA utilizam as mesmas aplicações que os humanos e interagem com a interface do usuário para manipular informações, como incluir, alterar ou excluir registros, e capturar dados dos aplicativos, assim como os humanos. Eles interpretam, acionam respostas e se comunicam com outros sistemas para executar uma grande variedade de tarefas repetitivas. As ferramentas RPA possuem recursos que permitem que os dados sejam manipulados entre vários aplicativos, por exemplo, manipular um e-mail recebido contendo um documento anexo, como uma nota fiscal ou fatura, classificar este documento, extrair os dados e digitá-los em um sistema ERP.
Um robô de RPA pode trabalhar 24/7, não adoece, não comete enganos e custa muito menos que um funcionário.

O que pode fazer um robô RPA?

Os robôs RPA podem simular a maioria das ações de humano trabalhando em um sistema de computador, como por exemplo:

  • Efetuar login em uma aplicação.
  • Extrair informações da tela do computador.
  • Digitar informações em uma interface de usuário.
  • Copiar e colar na área de transferência.
  • Ler e-mail recebidos, extrair documentos anexos e enviar e-mails.
  • Conectar-se a APIs de sistemas.
  • Efetuar requisições HTTP, como GET, POST, PUT ou DELETE.
  • Manipular arquivos e pastas, abrir, mover, excluir.
  • Classificar documentos.
  • Extrair dados estruturados e semiestruturados de documentos de textos, planilhas do Excel ou arquivos PDF.
  • Conectar com banco de dados e executar comandos e queries.
  • Executar cálculos.
  • Conectar a serviços de OCR e Inteligência Artificial.

A evolução da técnica

O conceito de RPA existe há um certo tempo na forma de combinação de técnicas de programação para manipular aplicações, como a DLL Injection (técnica que possibilita a injeção de código dentro de uma aplicação), uso da API do sistema operacional, componentes que emelavam a ação de teclado, Selenium framework. Eu mesmo utilizei estas técnicas para criar robôs.
Mas o RPA é considerado uma evolução tecnológica significativa dessas técnicas, no sentido de que estão surgindo novas plataformas de software suficientemente maduras, escaláveis, confiáveis e de fácil uso e configuração, tornando essa abordagem viável para uso em grandes empresas, sem a necessidade de mão de obra altamente especializada.


Principais ferramentas de RPA

Com o recente surgimento no mercado de várias ferramentas de RPA, empresas têm adotado estas ferramentas com o objetivo principal de economizar tempo e recursos. Como estas ferramentas estão se tornando cada vez mais simples de usar e configurar, não é necessário contratar mão de obra ou empresas altamente especializadas, como já colocado anteriormente, liberando os funcionários para executarem tarefas estratégicas ao negócio.
Hoje o mercado conta com várias ferramentas de RPA e todas elas estão em evolução constante. Cada uma dela difere uma da outra em vários aspectos como preço, recursos, facilidade de uso, abrangência e nicho de mercado. Abaixo podemos ver o quadrante mágico do Gartner de 2019 para ferramentas de RPA.

Podemos ver pelo gráfico que as principais ferramentas são:

Percebe-se pelo gráfico que a UiPath é líder absoluta quando se fala em RPA. Este blog abordará exclusivamente temas ligados a RPA com a ferramenta da UiPath.

Aguardo vocês no próximo artigo e até breve!

Referências

 

Comentar